gordura localizada

Gordura Localizada: O Que É e Como Perder

Em nossa busca constante por saúde e bem-estar, a questão da gordura localizada se apresenta como um desafio para lá de comum. O acúmulo de tecido adiposo em áreas específicas do corpo é um fenômeno amplamente reconhecido, mas suas nuances e impactos variam de pessoa para pessoa. De toda forma, nada mais comum que se sentir incomodado com aquela gordura que insiste em se acumular aqui ou ali, não é mesmo?

Essa individualidade na distribuição de gordura frequentemente nos leva a nos preocuparmos com determinadas regiões do corpo, podendo afetar não apenas nossa autoestima, mas também nossa saúde física e mental.

Neste artigo, conversamos sobre as complexidades da gordura localizada, examinando as diferentes áreas do corpo em que ela tende a se concentrar. Passamos também pelas opções de tratamento disponíveis e os perigos das gordura localizada para além da nossa autoestima.. 

É só seguir com a gente. Boa leitura!

O que é a gordura localizada?

Gordura localizada é o nome popular dado ao acúmulo de tecido adiposo em partes específicas do corpo

A “tendência” de acumular gordura nesta ou naquela parte do corpo é algo bastante individual, e varia de pessoa para pessoa.

Enquanto um indivíduo pode, por exemplo, ter a impressão de que toda gordura do seu corpo vai para o abdômen, outro pode ter a impressão de que as coxas e o bumbum fazem esse papel.

De toda forma, é extremamente comum que tenhamos essa impressão sobre alguma parte do nosso corpo. 

Esse acúmulo de gordura em partes específicas do corpo pode tanto representar um risco à nossa saúde (em especial em casos mais sérios e na região abdominal), quanto ser motivo de baixa auto-estima, bullying, vergonha do próprio corpo e insegurança.

No decorrer deste artigo vamos bater um papo sobre as diferentes regiões do corpo em que a gordura pode se concentrar, as opções de tratamento, riscos à saúde e mitos e verdade.

Onde é comum acúmulo de gordura?

Abdômen

Quando o assunto é gordura localizada, é justo dizer que muita gente pensa automaticamente nos temidos pneus na região abdominal, não é mesmo? 

A gordura localizada no abdome está entre as mais comuns e, também, as mais perigosas. O que identificamos como gordura abdominal pode ter duas origens: subcutânea e visceral (quando se mistura às vísceras da região da barriga). Esta última é particularmente perigosa e fator de risco para uma série de doenças, como doenças cardiovasculares, pressão alta e diabetes.

Mamas

A gordura localizada na região das mamas afeta tanto homens quanto mulheres e recebe o nome de lipomastia (literalmente “gordura nos seios”).

Embora a região seja naturalmente formada em grande parte por gordura, esta ocorrência costuma ter impactos maiores na autoestima dos homens, já que a gordura localizada nas mamas masculinas acaba escondendo a musculatura da região e pode levar a um cenário em que o peito do homem tem um aspecto considerado feminino, com superdesenvolvimento da região.

Este acúmulo de gordura nas mamas masculinas também pode ser chamado de pseudoginecomastia, uma vez que a condição pode facilmente ser confundida com a ginecomastia, que é o desenvolvimento anormal do tecido mamário em homens. 

Você pode ler mais sobre no nosso artigo Peito é Gordura? É Ginecomastia ou Gordura? Entenda as diferenças.

gordura localizada como perder

Região Pubiana

A região pubiana e seus arredores são outra parte do corpo em que a gordura localizada pode ser muito incômoda, difícil de se livrar e fruto de inseguranças.

Entre as mulheres, é bastante comum que haja esse acúmulo de gordura no chamado monte de vênus, região entre o abdômen e a vulva. A gordura localizada nessa região pode ter o efeito indesejado de marcar em peças de roupa como o bíquini.

Já entre os homens, é comum que o acúmulo de gordura próximo ao pênis seja a principal fonte de incômodo, uma vez que causa um efeito de interiorização do órgão, que fica “escondido” e com aspecto menor, causando inseguranças e vergonha na hora hora da relação sexual. 

Esta é uma das regiões em que é mais difícil perder a gordura de maneira natural, e é comum que as pessoas acabem recorrendo a cirurgias reparadoras como a lipoaspiração pubiana.

gordura localizada lipo

Coxas e “Culotes”

As coxas e suas laterais (carinhosamente chamadas de “culotes”) são outra região do corpo em que é bastante comum o acúmulo de tecido adiposo. 

A gordura localizada nessa região costuma incomodar particularmente as mulheres e pode dar aquela sensação indesejada de que é difícil encontrar calças e outras roupas que vistam bem, especialmente quando os culotes “pulam” para fora da roupa.

gordura localizada na perna

“Papada”

A gordura localizada na chamada papada e na região entre o pescoço e o queixo é aquela que causa o famoso queixo e o pneuzinho na parte mais alta do pescoço, podendo, também, ser bastante incômodo. Também é uma região em que a gordura é insistente e difícil de se perder de maneira natural.

gordura localizada na papada

Braços

Por fim, os braços também são uma região do corpo que podem acabar por acumular gordura, causando desconforto e insegurança.

gordura localizada nos braços

Tem como perder gordura localizada? 

São muitos os métodos, medicamentos e tratamentos que prometem eliminar gordura. Neste artigo iremos focar em duas abordagens principais, que são altamente testadas e apresentam grande quantidade de referências científicas: as abordagens cirúrgicas, como a lipoaspiração e a liposucção, e a perda de gordura por meio de déficit calórico.

Procedimentos cirúrgicos: lipoaspiração e liposucção

Perder a bendita gordura localizada não é nada fácil. Por isso não é de se estranhar que as cirurgias de lipoaspiração (ou liposucção) sejam tão populares. Afinal, este é um procedimento cirúrgico muito testado e bastante seguro quando realizado em condições ideais por um profissional capacitado, que é capaz de eliminar a gordura localizada.

As lipoaspirações são cirurgias de fim estético e reparador que por meio de tubos ou aspiradores retiram parte da gordura contida em uma região específica do corpo do paciente. 

Segundo a Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica (SBCP), as regiões mais comuns para a realização da popular lipo são coxas, braços, pescoço, cintura, costas, parte medial do joelho, peito, bochechas, queixo, pernas e tornozelos.

A SBCP destaca, ainda, que “a lipoaspiração não é um tratamento para a obesidade e não substitui a prática de exercício físico e bons hábitos alimentares, indivíduos com áreas de gordura no corpo e que se exercitam regularmente são os melhores candidatos a este procedimento”.

Já dados da Associação Internacional de Cirurgias Plásticas Estéticas indicam que a lipoaspiração é a segunda cirurgia plástica mais realizada no mundo, atrás apenas dos procedimentos para aumento das mamas.

Como comentamos ao longo do artigo, a cirurgia serve também para lidar com a questão da gordura localizada em algumas áreas em que é extremamente difícil perder a gordura de maneira natural (leia mais sobre abaixo). Ainda, em muitos casos, como da gordura pubiana e nas mamas, pode ter um efeito muito além do “apenas” estético, devolvendo a autoestima e até mesmo melhorando na vida sexual da pessoa.

Outras aplicações

Por fim, a lipoaspiração pode ser realizada como um procedimento isolado ou como uma técnica dentro de um procedimento maior. No caso da lipoescultura a gordura localizada retirada de uma parte do corpo pode ser aplicada em outra. 

Um exemplo seria “tranferir” parte da gordura retirada do abdome para o bumbum (glúteos) – assim, é possível eliminar a gordura em um local que causa incômodo e modelar um maior volume em outra região que se deseje.

Outro exemplo é a cirurgia de ginecomastia, em que a liposucção da gordura da região das mamas é aliada da retirada do tecido mamário.

Perda geral de gordura com dieta e atividade física

É claro que também é possível perder gordura localizada de maneira natural, mas não da maneira que muitas pessoas acreditam. 

Quando diminuímos a gordura do nosso corpo, nós não somos capazes de direcionar essa perda de gordura. Ou seja, não basta fazer longas séries e exercícios abdominais todo dia para perder gordura abdominal. Ou malhar só os braços para perder a gordurinha do braço.

O processo de perda de gordura de maneira natural é espalhado pelo corpo e pode ser bastante aleatório. Muitas vezes, os locais em que a gordura localizada mais incomoda serão os últimos a “queimar”. Em outras palavras, não existem atalhos.

Se você quer perder a gordura localizada do abdome, braços, culotes ou onde for é preciso levar a sério a dupla dieta e atividade física. Nós perdemos gordura quando nosso gasto calórico (a energia que gastamos) é maior que a nossa ingestão calórica (a energia que ingerimos). 

Uma parte desse gasto calórico é chamado de “basal”, o que quer dizer as calorias que gastamos simplesmente para manter nosso corpo funcionando. O restante pode ser adicionado por meio de diferentes tipos de exercício, como os chamados exercícios aeróbicos (ciclismo, corrida, entre outros) e os exercícios de musculação.

A outra parte dessa equação está nas calorias que ingerimos a partir da nossa alimentação. Quando gastamos mais energia do que comemos, temos então o processo chamado de déficit calórico, que inevitavelmente leva à perda de gordura de maneira geral. 

Este processo pode ser bastante complicado de fazer por conta própria – mesmo com a quantidade de informações online que temos hoje em dia – e procurar ajuda profissional de educadores físicos, médicos e nutricionistas é sempre uma boa ideia.

Ainda, é importantíssimo tomar cuidado com medicamentos e processos, de todo o tipo, que prometem soluções milagrosas para perder a gordura localizada. No caso de produtos, sempre pesquise se eles são testados e aprovados para este fim; já para procedimentos estáticos, confira se há pesquisas científicas a respeito. 

Assim como você, milhões de pessoas ao redor do Brasil querem “queimar” a gordurinha localizada, e isto faz com que “pílulas mágicas” e “procedimentos inovadores” surjam a cada dia – infelizmente, muitos destes não são realmente eficazes.

Gordura localizada – Observações Finais

À medida que concluímos nossa exploração sobre a gordura localizada, fica evidente que a jornada para lidar com esse desafio envolve uma compreensão profunda das particularidades do nosso corpo. As regiões onde a gordura se acumula, como o abdômen, as mamas, a região pubiana, as coxas, o pescoço e os braços, demandam abordagens distintas. Em alguns casos é mais uma questão de estética e estar bem com nosso próprio corpo; em outros – como a gordura visceral no abdome – vai além.

É crucial reconhecer que não existem atalhos para eliminar a gordura localizada. A cirurgia plástica, como a lipoaspiração, oferece resultados visíveis, mas deve ser realizada com responsabilidade e por profissionais qualificados. Por outro lado, a perda de gordura natural requer dedicação, incluindo dieta equilibrada e atividade física regular.

Diante da profusão de produtos e procedimentos que prometem resultados milagrosos, é essencial exercer um discernimento crítico e buscar orientação de profissionais de saúde devidamente qualificados. 

Ao adotar uma abordagem holística para a saúde e a estética, podemos não apenas alcançar nossos objetivos de perda de gordura localizada, mas também melhorar nossa qualidade de vida e autoestima de forma segura e sustentável. 

Se você gostou dessa leitura, acompanhe nossos conteúdos! Você pode seguir o Doutor Opera no Facebook e Instagram.

Confira nossas cirurgias

Ficou com alguma dúvida?

Cadastre-se e fale conosco 




    Leia tabém:

    Veja também

    Ficou com alguma dúvida sobre a cirurgia?

    cadastre-se e fale com um atendente pelo WhatsApp!




      procedimentos cirúrgicos

      Preencha os campos a baixo para iniciar sua ligação gratuitamente.




        WhatsApp de atendentes disponíveis

        Atendimento Doutor Opera

        Online

        Olá! 😁  Tire todas as suas dúvidas via WhatsApp.

        Preencha os campos abaixo para iniciar uma conversa comigo.



          Restam poucas vagas para
          realizar sua Blefaroplastia

          Quantidade de vagas preenchidas para a cirurgia

          foram preenchidas

          Preencha o formulário e garanta a sua blefaroplastia